Blog Universo Sertanejo

Arquivo : fevereiro 2011

Sertanejos ganham espaço nos grandes carnavais do país
Comentários Comente

André Piunti

No próximo final de semana, os cantores sertanejos estarão bastante expostos nos principais carnavais do país.

A boa repercussão de algumas músicas sertanejas, como “E daí” e “Chora, me liga” nas festas ao redor do Brasil, motivou uma turma a entrar de cabeça nesse mundo do carnaval.

Bruno e Marrone desfilarão na Beija-Flor, que homenageará Roberto Carlos

___

Bloco Seu Maxixe

O bloco sertanejo mais conhecido se chama Bloco Seu Maxixe, comandado pela banda Seu Maxixe, responsável por grande parte da aceitação do sertanejo dentro da Bahia. Muitas das canções famosas dessa nova geração ficaram conhecidas em algumas regiões do Nordeste justamente por conta da banda. Esse ano, o cantor Edson é o principal convidado.

O bloco sairá no sábado, dia 5.

___

Bloco Sertanejo

Também no sábado, o Bloco Sertanejo estréia no carnaval de Salvador. Em cima do trio, se apresentarão Fernando e Sorocaba, João Bosco e Vinícius, Guilherme e Santiago e Michel Teló. Muita gente que trabalha diretamente com o carnaval achou a idéia arriscada, já que o sertanejo não é a música principal do evento, mas de qualquer forma, vai gerar uma exposição inédita para os artistas.

Os quatro participantes tem pelo menos um hit conhecido no país todo: “Paga pau”, “Chora, me liga”, “E daí” e “Fugidinha”.

___

Bloco Pirraça

No domingo, dia 6, Jorge e Mateus comandam seu próprio bloco pela segunda vez, o “Bloco Pirraça”. Das duplas da nova geração, eles são uma das poucas que investiu em um show unicamente para trios elétricos, que é chamado de “Jorge e Mateus elétrico” e roda bastante o país, principalmente em festas promovidas por faculdades.

___

Salvador e Rio de Janeiro

Luan Santana poderá ser visto em Salvador e no Rio de Janeiro. No domingo, ele canta com Ivete Sangalo, no trio da cantora, em Salvador. Na segunda, ele desfila na Grande Rio, uma das escolas bastante prejudicadas pelo incêndio do início do mês. O cantor chegou a postar no twitter que desfilaria de chinelo e bermuda, se preciso.

Além de Luan, quem também estará no carnaval do Rio de Janeiro, no mesmo dia, é a dupla Bruno e Marrone. Eles desfilarão pela Beija-Flor, que homenageará Roberto Carlos.


Dois projetos indispensáveis
Comentários Comente

André Piunti

Vieram parar na internet, na última semana, dois CD/DVD’s importantes para quem gosta de música sertaneja: de Durval e Davi e de André e Andrade.

Duplas repletas de clássicos, os trabalhos, mesmo com toda a tecnologia existente hoje para se consertar as gravações, mostram como ambas as duplas continuam com o casamento de vozes impecável, com as segundas vozes bastante destacadas.

___

Durval e Davi

O DVD foi gravado em Araraquara e, pelo menos até então, não tenho notícias de que já esteja sendo vendido em lojas. Creio que nos camelôs já exista.

No repertório, canções como “Vida pelo avesso”, “Vou quebrar o pau” e “2220210”. Dos convidados mais conhecidos, estão João Bosco e Vinícius, César Menotti e Fabiano, Teodoro e Sampaio e Juliano Cezar.

Uma das canções mais famosas deles, “Mania de Querer”, foi regravada ao lado de João Bosco e Vinícius em ritmo diferente, mais acelerado. É justamente essa música que eu posto abaixo, para que vocês confiram. O tom foi mantido lá no alto.

Abaixo, o repertório do projeto, seguido do link para baixar.

01 Vou quebrar o pau
02 Morena cheirosa
03 Vida pelo avesso (Part. Juliano Cézar)
04 Segredo
05 No calor dos seus abraços (Part. Janaína Kais)
06 No mesmo lugar
07 Dose de paixão (Part. Thuira e Thauana)
08 Morrendo de amor
09 Seguindo seus passos (Part. Teodoro e Sampaio)
10 Alerta
11 Mania de querer (Part. João Bosco e Vinícius)
12 A noite do nosso amor
13 Mistério (Part. André e Adriano)
14 Mentira (Part. Matogrosso e Mathias)
15 Hoje eu sei (Part. Dani e Danilo)
16 2220210 (Part. César Menotti e Fabiano)
17 Pout-Pourri (As Andorinhas / Apaixonado / Vá Pro Inferno com seu Amor)

Para baixar, clique aqui (via MP3 Sertanejo)

___

André e Andrade

A dupla está lançando um DVD, chamado “Tá Na Cara”, que mistura canções inéditas com as mais conhecidas de seu repertório. Alguns vídeos já estão disponíveis na internet, e podem ser conferidos aqui.

André e Andrade são muito destacados por uma forma de dueto que foi ficando de lado conforme o sertanejo foi se popularizando, mas que será sempre a grande característica dele. Um vídeo de “Pássaro sem ninho”, publicado aqui já mais de uma vez, mostra bastante como os cantores trabalham a voz.

Para postar aqui, escolhi a canção “Cama Fria”, que muitos conhecem também com Chrystian e Ralf.

___

Abaixo, a lista de músicas do disco e o link.

01 Tá Na Cara (Luiz Rosa-André-Andrade)
02 Tudo Por Ela (André-Andrade-Luiz Rosa)
03 Pé De Frango (André-Andrade)
04 Só Por Telefone (André-Andrade-Luiz Rosa)
05 DVD (Luiz Rosa-André-Andrade)
06 Jararaca (Luiz Rosa-André-Andrade)
07 Caminheiro do Pai Eterno (André-Andrade)
08 Deixe As Águas Rolar (André-Andrade)
09 Estrela de Ouro (Ronaldo Adriano-Tião Carreiro)
10 Pássaro Sem Ninho (André-Andrade-Luiz Rosa)
11 Cama Fria (André-Andrade-Loirinho)
12 Quem Ama Perdoa (Juraildes da Cruz)
13 Mamando Na Boquinha (Andrade-Luiz Rosa-Marinho)
14 Barganha De Coração (Gabriel Lopes da Silva)
15 Nêga (Luiz Rosa-André-Andrade)
16 Mesa De Jacaré (Luiz Rosa-André-Andrade)
17 Cabelinho (André-Andrade-Luiz Rosa)
18 Fica Esperto (André-Andrade-Luiz Rosa)
19 Dor De Solidão (Luiz Rosa-André-Andrade)
20 Volta Da Guerra

Para baixar, clique aqui (via Saudade da Minha Terra)


DVD de Marcos e Belutti
Comentários Comente

André Piunti

No último sábado, em São Bernardo do Campo, aconteceu a gravação do 2º DVD de Marcos e Belutti.

Fiz a cobertura para o UOL, e o texto pode ser conferido aqui. Um álbum de fotos pode ser visto aqui.

Além da casa cheia – mais de 13 mil pessoas -, o trânsito para chegar ao local, “Estância Alto da Serra”, chamou a atenção. Houve quem ficasse até três horas parado no trânsito.

Foi uma apresentação emocionante, pois a repercussão do evento pegou muita gente de surpresa, inclusive os artistas. Os detalhes estão todos no texto citado mais acima.


A resposta
Comentários Comente

André Piunti

Algo presente na música sertaneja desde seu início, são as canções feitas em resposta a outras.

A afirmação agora pode ser bastante pessoal, mas creio que muitos daqui concordam: a imensa maioria das respostas fica ruim. Mesmo quando não ficam ruins, ainda assim não atingem a qualidade da original.

Um dos grandes clássicos sertanejos, “Rei do Gado”, tem uma resposta muito menos conhecida que ele, chamada “Rei do Café”.

No entanto, diferentemente do que acontece na maioria das vezes, o revide também é uma grande música.

Como hoje é sábado, dia que dá para ouvir música mais tranquilo, vou colocar aqui as duas canções. A primeira, com Tião Carreiro e Pardinho, e a segunda, com Liu e Léu, escrita toda em cima da história da primeira.

___

___

Dos tempos mais recentes, creio que a sequência mais lembrada seja “Dia de visita” e “Olhos claros”, as duas gravadas por João Paulo e Daniel, e que são duas de nível praticamente igual.


Sertanejo e carnaval
Comentários Comente

André Piunti

O UOL, assim como no ano passado, fará a cobertura do carnaval de Salvador.

Um dos destaques da festa é a presença de diversos sertanejos. Até lá, algumas notas relacionadas ao assunto serão postadas aqui.

Hoje, um vídeo do Luan Santana falando como vai ser o carnaval dele esse ano.

Caso o vídeo não rode abaixo, ele pode ser assistido clicando aqui.

*Fico ausente durante essa sexta-feira por conta do voo de volta para o Brasil.


Programa Universo Sertanejo #59
Comentários Comente

André Piunti

Fala, pessoal.

Entrou no ar, ontem, a 59ª edição do programa Universo Sertanejo, na Rádio UOL.

Nessa semana, um especial de músicas sertanejas boas para o carnaval, que devem tocar bastante nos diversos cantos do Brasil.

No ano passado, fiz uma postagem com 5 músicas, e como a repercussão foi muito boa, resolvi fazer um programa inteiro sobre isso, com 12 canções.

___

Leonardo – Zuar e Beber
Jorge e Mateus – Chove, chove
João Neto e Frederico – Chora
Michel Teló – Fugidinha
Fernando e Sorocaba – Tô passando mal
Marcos e Belutti – Sem me controlar
Luan Santana e Ivete Sangalo – Química do amor
Rick – No escurinho
Janaynna com Jorge e Mateus – A carne é fraca
Maria Cecícilia e Rodolfo com Exaltasamba – O Troco
Thulio e Thiago – Vou pro carnaval solteiro
João Bosco e Vinícius – Meu mundo gira


Música sertaneja, essa coisa estranha
Comentários Comente

André Piunti

A Folha de S.Paulo completou 90 anos essa semana, e disponibilizou na internet todo o seu conteúdo, desde 1921. Tudo o que foi publicado pelo jornal em 90 anos, pode ser conferido no http://acervo.folha.com.br.

Se você é fã de determinado artista, é só digitar o nome dele na “busca” e ler todos os textos nos quais ele foi citado. É um site a ser visitado com tempo, uma fonte legal para pesquisas, assim como o da Veja também é.

Só que assim como o acervo da Veja, o da Folha mostra como o jornalismo sempre tratou a música sertaneja: algo de outro planeta.

É como se ela fosse estranha aos humanos, e gostar dela fosse algo bizarro.

Em uma pesquisa rápida, li uma matéria chamada “Classe média solta o Jeca em noite sertaneja“, publicada em 12 de julho de 1992. Ela relatava o evento “Bradesco in Concert”, realizado no Ibirapuera, em São Paulo, que teve Chitãozinho e Xororó, Leandro e Leonardo e Zezé di Camargo e Luciano.

Selecionei três trechos só para dar uma noção do tom utilizado:

___

“O ambiente família lembrava o Dia Nacional de Ação de Graças do Bradesco, o patrocinador do megashow. Só que se pagava ingresso e, em vez de um padre, um pastor e um líder espírita, estavam no palco três duplas sertanejas”

“As letras falam de um mundo primitivo, sem arestas ou neuroses. A moral é pré-rock’n’roll (um fio de cabelo denuncia o adultério na música homônima de Chitãozinho e Xororó!)”

É um mundo carente esse. Tanto que o comedimento padrão vira histeria quando Leandro e Leonardo cantam “Pense em Mim”. Liga pra mim, vai?”

___

Curioso é que sempre que o espírito da cachota fala alto, uma derrapada como na interpretação da simples “Fio de Cabelo” acaba saltando aos olhos.

Não é uma questão de época, hoje continua tudo muito parecido.

Esse foi só um exemplo. Vale a pena a consulta. Para quem gosta de olhar a história por uma visão diferente, é uma boa pedida.


Soltando a voz
Comentários Comente

André Piunti

Uma das características que mais destacou Eduardo Costa é uma que também consegue incomodar muita gente: as interpretações exageradas.

Como ele sabe que os fãs gostam mesmo é do sofrimento que ele coloca nas músicas mais apaixonadas, nesse novo DVD ele soltou a voz na maioria das músicas.

Ouvindo a canção “Eu quero te amar”, que alguns já devem conhecer com Luiz Cláudio e Giuliano, creio que ele tenha se superado no quesito “interpretação”.

Para quem gosta, é um prato cheio.

A letra é inusitada, e poderia ser bastante canalha, não fosse o tom sofrido da música.


Quem vai ficar com a classe C?
Comentários Comente

André Piunti

Esse mês, pude ler pesquisas encomendadas por duas duplas da nova geração e que estão entre as maiores atualmente.

Um dos aspectos pesquisados resultou em algo que já foi especulado aqui no ano passado: mais de 80% do público consumidor de ambas as duplas, encontram-se nas classes A e B.

O resultado mostra que apesar de toda a força do meio hoje, as classes mais baixas não consomem mais música sertaneja na intensidade de outros tempos.

Com o sucesso atual da música sertaneja e com os altos lucros que ela está dando, é improvável que algum artista ou empresário se preocupe em mexer no rumo de seus negócios, o que é natural. No entanto, aos que ainda buscam um lugar de destaque, a classe C pode ser a grande alternativa.

Dos artistas revelados nos últimos anos, apenas Eduardo Costa tem nesse público seu maiores consumidores. Fruto de seu sertanejo baseado nos anos 1990, época na qual a classe C transformou a música sertaneja em fenômeno cultural. A procura pelo novo DVD do cantor nos camelôs impressiona mais uma vez. Aos curiosos, basta perguntar em uma barraquinha como anda a procura pelo material.

Das poucas duplas da nova geração que têm boa entrada nas classes mais baixas, está César Menotti e Fabiano, muito pelo fato de não terem sua imagem completamente ligada aos jovens. Hoje, são os sertanejos mais procurados para shows de prefeitura, gratuitos, o que faz com que a dupla mantenha sua média de shows, mesmo com seu último disco não tendo a mesma repercussão do anterior.

A ausência da classe C nesse novo movimento sertanejo tem indicativos fáceis de se perceber, como a falta de um programa TV, em rede nacional, sobre música sertaneja, ou com a escolha de duplas de outras gerações, como Bruno e Marrone e Zezé di Camargo e Luciano, para programas no estilo do BBB, mesmo com esses nomes não arrastando multidões atualmente como fazem os novos artistas.

As novelas “Paraíso” e “Araguaia” lançaram trilhas com diversas duplas atuais, mas quando precisaram de canções para usar de destaque, escolheram no estilo “Deus e eu no sertão”.

Olhando o cenário atual de forma mais distanciada, percebe-se que mais cedo ou mais tarde, um movimento visando a massa vai surgir, e provavelmente pelas mãos de gente nova.

Com essa hipótese se concretizando, e as duplas da atualidade mantendo o mercado acelerado da forma em que está, o país se tornará um lugar insuportável para quem não gosta de música sertaneja.


Anunciado
Comentários Comente

André Piunti

Já se comentava desde o mês passado que a dupla Guilherme e Santiago, recém separada da HRP (do Hamilton), estava fechada com a Audiomix, escritório que tem nomes como Gusttavo Lima e Maria Cecília e Rodolfo.

A parceria foi anunciada essa semana.

Depois do lançamento do “Tudo tem um porquê”, CD/DVD que elevou a dupla a um novo patamar, a entrada na Audiomix deve se transformar no grande negócio da carreira deles, já que a empresa tem uma forma agressiva de trabalhar que fez com que todos os seus artistas conseguissem destaque no meio.

Recentemente, a Audiomix estreitou as relações e fez parceira com MC3 Marketing Artístico, que cuida de Fiuk, Fábio Jr, Hebe e alguns outros artistas. Como já comentado aqui, a MC3 é uma das empresas mais influentes do ramo, de fácil entrada na Globo.