Blog Universo Sertanejo

Arquivo : junho 2014

“Vou te amarrar na minha cama”, a nova do Bruno e Marrone
Comentários 4

André Piunti

bemnvvt
créditos: Fernando Hiro

Há muitas músicas com totais condições de se tornarem “de trabalho” no novo DVD de Bruno e Marrone, mas foi quase uma unanimidade que “Vou te amarrar na minha cama” deveria ser logo a primeira.

O projeto (CD/DVD) não foi lançado ainda, mas a canção já estreou ontem nas rádios.

Trata-se de uma regravação das Marcianas, que se é bastante conhecida entre os que sempre ouviram música sertaneja, vai soar como inédita pra muita gente.

Fazer relação do estilo da música, meio brega/apaixonado/divertida, com “Vidro Fumê” é natural, parece mais uma aposta certeira da dupla.

___

bannbem

universo_sertanejo


Rionegro e Solimões: Cavalão tá doidão
Comentários 1

André Piunti

Não deve existir um fã de música sertaneja que não torça pelo sucesso de Rionegro e Solimões.

Consolidados, consagrados, os cantores tiveram um crescimento interessante no último ano, impulsionados pelo “Cowboy  vai te pegar”.

Ficou claro que o lado bem humorado deles funciona com essa galera nova. Por isso mesmo é que a nova música deles é quase um “Cowboy…” parte 2.

A dupla lançou, na semana passada, “Cavalão tá doidão”, que sem dúvida alguma será uma das canções mais tocadas do Barretão. Daqui uns dias tem clipe.

A canção pode ser conferida abaixo.

___

universo_sertanejo

banner-ta-de-sacanagem


A estrada…
Comentários 1

André Piunti

A principal notícia de ontem, pra quem acompanha a música sertaneja, foi o acidente com o ônibus da dupla Marcos e Belutti, que resultou na morte do baixista da banda, Rafael Sales, de 31 anos.

Rafael era amigo de infância do Marcos.

Por volta das 5h, em uma descida na Serra do Mangaval, próximo a Cáceres, no Mato Grosso, o motorista perdeu o controle do ônibus, que saiu da pista e tombou.

Conversei rapidamente com o Belutti, que disse que o ônibus não estava correndo, mas a descida, a garoa e o óleo na pista provocaram o acidente.

A dupla estava no ônibus e não sofreu nada. Dois integrantes da equipe tiveram fraturas e passaram por cirurgia, mas passam bem.

Se há como se tirar algo bom do episódio, foi a forma solidária com a qual inúmeros sertanejos se manifestaram nas redes sociais.

blrafa
Belutti e Rafa

___

universo_sertanejo

banner-ta-de-sacanagem


As músicas sertanejas mais tocadas da última semana (08/06 a 14/06)
Comentários 3

André Piunti

A lista da última semana, como vem acontecendo nas últimas semanas, segue sem muitas alterações.

A liderança continua com Luan Santana e “Cê Topa”, seguido de Victor e Leo, com “O tempo não apaga”, e Marcos e Belutti com “Domingo de Manhã”.

Todas as canções abaixo já haviam aparecido ao menos uma vez no ranking. Vale destacar essa semana a boa posição de “Cê que sabe”, de Cristiano Araújo, que pulou de 8º para 4º.

___

01 – Cê Topa – Luan Santana (1) – 1397
02 – O tempo não apaga – Victor e Leo (2) – 1284
03 – Domingo de Manhã – Marcos e Belutti (3) – 1272
04 – Cê que sabe – Cristiano Araújo (8) – 1183
05 – Sorte é ter você – João Bosco e Vinícius (5) – 1133
06 – Te dar um beijo – Michel Teló com Prince Royce (4) – 1116
07 – Ressentimento – Jads e Jadson (-) – 950
08 – Meu mundo e nada mais – Daniel (7) – 900
09 – Os 10 mandamentos do amor – Eduardo Costa (6) – 897
10 – Flores em Vida – Zezé di Camargo e Luciano (6) – 881

*Fonte: Crowley/Universo Sertanejo

___

universo_sertanejo

banner-ta-de-sacanagem


“Seca Verde”, de Zezé e Luciano. Pare pra ouvir.
Comentários 4

André Piunti

Escreverei durante a semana sobre o novo CD de Zezé di Camargo e Luciano, mas deixo aqui uma canção muito importante do disco, uma música de cunho social,  ao estilo que a dupla fez bastante nos 1990, e que com certeza merece uma postagem só pra ela.

A canção fala sobre a questão da transposição do Rio São Francisco, sempre prometida, mas nunca cumprida.

Não vou comparar com “Meu País”, que é um dos grandes marcos da dupla, mas a relação se justifica pelo fato de muita gente achar que o assédio pra se usar essa nova música nas eleições será grande.

A música, chamada “Seca Verde”, composição do Dedé Badaró, é muito boa mesmo.

___

universo_sertanejo

banner-ta-de-sacanagem


Tonny e Kleber e uma volta por cima muito bem feita
Comentários 5

André Piunti

Fui acompanhar a gravação do DVD, mas o que aconteceu em cima do palco talvez não tenha sido o mais importante da noite.

Produzido musicalmente pelo Orlando Baron com a direção de vídeo do André Caverna, Tonny e Kleber fizeram um ótimo DVD em um teatro de São José do Rio Preto.

Repertório muito bem selecionado, em uma época em que o mercado sertanejo está dando cada vez mais liberdade pra se cantar o que quiser, já que a fase das músicas “fáceis” aparentemente ficou pra trás.

tkrt

Mas como eu disse, o DVD não foi o mais importante, apesar das participações de Chitãozinho e Xororó, Bruno e Marrone, Renato Teixeira e Edson.

Tonny e Kleber tem praticamente 16 anos de história, entre um início promissor, com bons empresários e apoiadores (já tiveram por trás Chitãozinho e o jogador Roberto Carlos que, aliás, também ajuda nesse novo projeto), e uma realidade não tão interessante assim, com dificuldades pra se posicionar principalmente depois que essa nova geração da música sertaneja se destacou.

A dupla é muito talentosa, canta muito bem, mas por uma questão de geração, era mais presa ao final dos anos 1990 do que aos tempos atuais. E essa característica os fez, principalmente nos últimos anos, desacreditados, uma dupla que “tinha perdido o timing“.

Escrevi isso outro dia no Instagram, que enquanto montava o blog, sete anos atrás, assistia durante as madrugadas os vídeos em que o Kleber cantava, nos tons mais altos possíveis, alguns clássicos sertanejos daquelas mais sofridos.

Foi muito bom poder vê-los bem, com estrutura, e com a mesma vontade lá do comecinho. Um outro trabalho muito difícil vem agora, de fazer com o projeto que gravaram tenha saída, tenha repercussão. Por isso mesmo é que eles disseram que não tem pressa em lançá-lo, já que esperaram 16 anos pra gravá-lo.

É mais um desafio, mas que a realidade da música sertaneja permite que seja superado.

tkteatro

___

universo_sertanejo

banner-ta-de-sacanagem


Amor.com – Victor e Leo
Comentários 1

André Piunti

Pensei se escreveria hoje sobre futebol ou dia dos namorados, e escolhi pela segunda opção.

Talvez acabe postando alguns textos sobre futebol se surgir algum assunto muito diferente durante a Copa, mas por enquanto vamos nos ater ao romantismo (ao menos até a Copa começar).

Ontem, quarta-feira, Victor e Leo lançaram um vídeo justamente pensando no dia dos namorados. Não se trata de uma nova canção de trabalho, apenas estão aproveitando uma canção do disco mais recente que tem a ver com internet e romance.

A ideia do vídeo é muito legal, vale a pena conferir. Interessante que os artistas passem a aproveitar melhor o conteúdo de um CD, e não ficando refém apenas das músicas que chegam às rádios.

O nome da canção é “Amor.com”.

___

universo_sertanejo

banner-ta-de-sacanagem


“Me sinto um vitorioso”, diz João Carreiro em meio a tratamento
Comentários 9

André Piunti

Encontrei o João pouco antes do início do DVD de Sérgio Reis com Renato Teixeira, “Amizade Sincera 2”, do qual ele era um dos convidados, na noite desta terça-feira na Serra da Cantareira (Mairiporã-SP).

Ele estava na porta do camarim, sem chapéu, de volta com os cabelos compridos. Calmo, de fala mansa, e carinhoso com as pessoas que chegavam até ele pra dar um abraço ou parabenizá-lo por estar li.

jcsr
(foto do celular, enquanto as oficiais não saem)

Um tanto diferente do João bruto que nos acostumamos em shows ou nos camarins da vida, ele respondeu, muito sereno, a todos que perguntaram sobre sua situação.

Me disse se sentir “um vitorioso”, e que apesar de ainda haver muito tratamento a ser feito, uma fase “pesada” já havia sido superada (pra quem não está por dentro da história, João Carreiro se afastou do palco, principalmente, pra tratar de depressão, como pode ser lido aqui).

Contou ter passado boa parte do ano compondo exclusivamente “músicas para Deus”, muitas delas apresentadas em cultos na cidade de Sidrolândia-MS, onde está morando, e disse também que voltou a compor suas modas e que tem escrito canções constantemente, mais do que em qualquer momento de sua carreira até hoje.

Ele não tem nenhuma previsão para voltar a cantar e, pelo que foi fácil perceber, não quer essa pressão sobre ele. Também é nítido que ele jamais vai abandonar a música. Resta-nos esperar pra ver pra qual caminho ele pretende seguir.

João brincou que de tanto dizer que depressão era “frescura”, acabou sentindo na pele que se trata de coisa séria.

Se apenas encontrá-lo já era um motivo de emoção, a participação dele no DVD foi de tirar lágrimas de boa parte da plateia. Após ser apresentado pelo Serjão com um discurso cheio de palavras de apoio, João cantou sozinho uma música própria que narra justamente o convite que recebeu para participar da gravação.

Na letra, trata o convite como uma vitória para quem a “depressão bateu na porta” e “pensou até em fazer besteira”. Letra pesada, interpretação intensa. Depois, ao lado dos dois anfitriões, cantou “Felicidade (foooi-se embora…)“.

Logo após a participação, ele recebeu uma série de abraços emocionados de conhecidos e desconhecidos, todos muito tocados com a alegria que ele transparecia com tudo o que acontecia naquele momento.

Quis escrever hoje mesmo, ainda que de madrugada, pra que não perdesse o tom emotivo da noite de hoje. Mesmo que o texto soe piegas, foi uma noite muito importante. Raramente posto foto minha aqui, mas a de ontem justifica a exceção.

jceu

___

universo_sertanejo

banner-ta-de-sacanagem


Cleber e Cauan: depois da festa, o romantismo
Comentários Comente

André Piunti

Após uma fase dominada pelas canções animadas de festa, era natural que as duplas partissem pra um perfil mais tranquilo, escapando de um padrão que estava saturando.

Essa é uma chance que muitas duplas estão aproveitando pra mostrar seu talento de verdade, que muitas vezes não é perceptível em uma canção que só tem intenção de animar uma noitada.

ccauan

Um caso bem nítido é do da dupla Cleber e Cauan, que tocou muito nas noites principalmente com a canção “Mel nesse trem”, responsável por fazer os nomes dos amigos goianos entrarem em outros estados.

Atualmente, eles estão divulgando a romântica “Deixa eu pensar”, muito nesse sentido de mostrar que não são apenas mais uma dupla e que tem qualidade pra transitar entre as varias opções que a música sertaneja oferece.

Um clipe da canção foi lançado duas semanas atrás, e pode ser conferido abaixo. A direção é do Henrique Gontijo.

Vale a pena.

___

universo_sertanejo

banner-ta-de-sacanagem


As músicas sertanejas mais tocadas da última semana (01/06 a 07/06)
Comentários Comente

André Piunti

A lista da última semana é praticamente uma cópia da anterior.

O topo segue dominado por “Cê Topa”,  de Luan Santana,  seguida de “O tempo não apaga”, de Victor e Leo, e “Domingo de Manhã”, de Marcos e Belutti.

No restante da lista, praticamente nada mudou também, a não ser pela entrada de “Flores em Vida”, de Zezé e Luciano, em 6º lugar.

A canção, aliás, ficou empatada com “Os 10 mandamentos do amor”, de Eduardo Costa.

___

01 – Cê Topa – Luan Santana (1) – 1204
02 – O tempo não apaga – Victor e Leo (2) – 1173
03 – Domingo de Manhã – Marcos e Belutti (3) – 1047
04 – Te dar um beijo – Michel Teló com Prince Royce (4) – 931
05 – Sorte é ter você – João Bosco e Vinícius (5) – 887
06 – Os 10 mandamentos do amor – Eduardo Costa (6) – 846
06 – Flores em Vida – Zezé di Camargo e Luciano (-) – 846
07 – Meu mundo e nada mais – Daniel (7) – 828
08 – Cê que sabe – Cristiano Araújo (8) – 802
09 – Pega eu e leva pra você – Leonardo (9) – 796

*Fonte: Crowley/Universo Sertanejo

___

universo_sertanejo

banner-ta-de-sacanagem