Blog Universo Sertanejo

Arquivo : empresario

Após 7 anos, Luan Santana rompe com empresário. O que aconteceu?
Comentários Comente

André Piunti

O empresário Anderson Ricardo, que está com Luan Santana há 7 anos, perdeu o poder de administração da carreira do cantor.

Uma nota oficial foi divulgada durante a semana explicando a situação, e ela pode ser conferida ao final do texto. Aqui, antes, eu comento como se deu a separação.

Tudo o que se refere a Luan Santana só poderá ser tratado com o pai de Luan, Amarildo Santana, e com Fábio Fakri (Fabão), primo e sócio do Sorocaba.

Anderson continua com seus 30% da sociedade, mas não participa mais das decisões relacionadas a Luan. A sociedade é 30% de Anderson, 20,5% de Sorocaba, e 49,5% de Luan Santana.

Sorocaba e Luan estão na justiça contra o empresário, mas como o processo se encontra sob segredo de justiça, não dá ainda para explorar todo o assunto. Em reunião entre os sócios foi decidido, por votos, que Anderson não responde mais pelo cantor.

Luan não irá para a “FSPA”, de Fernando e Sorocaba. O escritório “LS Music” segue normalmente. Na semana passada, Amarildo e Fabão reuniram os funcionários do cantor em São Paulo pra anunciar as mudanças que aconteceriam no comando, e prometeram seguir com a mesma estrutura, sem nenhuma demissão.

Há cerca de um ano, surgiu uma conversa de que Anderson estaria interessado em vender sua parte. Verdade.

Os sócios já não se entendiam tanto e o empresário tinha intenções de abrir um escritório próprio, o que se concretizou no início deste ano com a criação da “AR Live”.

A relação se arrastou desde o final do ano passado, mas as partes ainda assim tentavam contornar a situação. Enquanto Anderson abria sua nova empresa e negociava a venda de sua participação na sociedade, os dois outros sócios se incomodaram com a maneira com a qual a carreira de Luan estava sendo gerida.

Depois de muita conversa e sem nenhum acordo, o caso foi parar na justiça.

O assunto provavelmente terá novos capítulos em breve.


Luan e sua equipe em Tóquio, onde o cantor se apresenta no Brazilian Day no próximo domingo (Instagram)

Abaixo, a nota oficial:

___

Diante das notícias recentemente publicadas pela imprensa nacional e da necessidade de informar ao mercado artístico sobre questões envolvendo a carreira artística do Cantor Luan Santana, a empresa LS Music Produções Artísticas Ltda., responsável pela gestão e agenciamento artístico de Luan Santana, por intermédio da sua assessoria de imprensa, vem a público esclarecer o seguinte:

1 – Em deliberação entre sócios realizada na presente data – 15/07/2013 – foi decidido, por maioria de votos, que a partir da presente data o Sr. Anderson Ricardo de Souza não mais exerce as funções de administrador na empresa LS Music Produções Artísticas Ltda. Deste modo, a administração passa a ser exercida exclusivamente pelos sócios Luan Santana e Fernado Fakri Assis (Sorocaba), pessoalmente ou por procurador constituído para este fim.

2 – Luan Santana revogou procuração que havia outorgado ao ex-empresário, Anderson Ricardo, para representá-lo em negócios relativos à sua carreira artística, razão pela qual nenhum compromisso ou contrato poderá ser assumido ou subscrito individualmente por Anderson em nome da LS Music Produções Artísticas Ltda. ou do Cantor Luan Santana.

3 – A LS Music Produções Artísticas Ltda. continua a ser responsável pela gestão e agenciamento artístico da carreira de Luan Santana, permanecendo hígidos todos os compromissos e contratos até então por ela assumidos. As mudanças na administração da empresa refletem a decisão dos sócios majoritários – Luan e Sorocaba – em implementar novo modelo de gestão, com o propósito de melhor atender ao público, parceiros comerciais, colaboradores e todos os envolvidos, direta ou indiretamente, com a carreira de Luan.

4 – A parceria entre Luan Santana e Sorocaba continua em vigor e está cada vez mais consolidada, em especial porque pautada pelo respeito recíproco, pelos mesmos interesses e opiniões no que tange às questões comerciais e artísticas.

5 – Por fim, deixa de tecer comentários sobre o processo judicial em curso, em razão da sua tramitação sob segredo de justiça.

Sem mais para o momento,
LS Music Produções Artísticas Ltda.


Chega ao mercado a “A.R Live”. O maior escritório artístico do Brasil?
Comentários Comente

André Piunti

Começa a funcionar em São Paulo, a partir do mês de março, o escritório “A.R Live”.

De propriedade de Anderson Ricardo, que há 6 anos empresaria o cantor Luan Santana, a empresa tem o intuito de se transformar no principal escritório artístico do Brasil.

No segundo semestre, por mais precoce que pareça, o escritório abrirá uma filial em Nova York.

Estive ontem em São Paulo para conhecer o local, que fica em um prédio na Vila Olímpia, no mesmo andar da LS Music. Juntos, os dois escritório têm  600m².

O projeto é interessante. Estão sendo contratados executivos de outras áreas que não a musical, justamente com o intuito de fazer do trabalho de gerenciamento de uma carreira algo extremamente profissional. Por mais que o meio sertanejo seja grande e bem sucedido, a gente sabe que há ainda uma grande parcela de amadorismo.

A empresa pegará artistas de diferentes estilos e com diversos níveis de sucesso, e trabalhará captando investimentos externos. Atualmente, além de Luan Santana, já estão com acordo fechado as duplas Breno & Caio César e Dany & Rafa.

Os demais artistas serão escolhidos pelos profissionais do escritório, um plano de carreira será feito e apresentado a empresas interessadas em investir nos cantores.

Interessante também na história é que eles estão atrás de novos nomes.

Abaixo, um trecho da conversa que eu tive com o Anderson.

___

Você deixa de lado a estabilidade de ser empresário do Luan Santana e vai se arriscar por trás de novos artistas, mesmo sabendo que o mercado de música é algo muito complicado…

Eu acho que a gente precisa querer crescer sempre. Eu sou um empresário de 30 anos que está tentando olhar lá na frente. O mercado de artistas e de shows é muito forte, mas ainda acontece muita coisa de forma amadora. Uma das minhas principais intenções com o projeto é conseguir tornar todo o sistema profissional como uma empresa qualquer, tanto que estou contratando executivos de outras áreas pra que tudo seja feito da maneira mais correta.

A gente sabe que não há uma receita de sucesso pra um artista, que o sucesso depende de diversos fatores externos. Não seria muito risco para quem investe?

Eu encaro como qualquer outro projeto. Nós estamos aqui pesquisando todos os dias pra ter nas mãos os produtos mais interessantes possíveis, só trabalharemos com algo que acreditamos mesmo. Faz dois anos que venho desenhando a ideia do escritório e estudando mais a fundo o mercado. Não existe uma receita milagrosa, mas a trilha do trabalho eu conheci ao longo desses 6 anos com o Luan.

Qual a ideia de se abrir um escritório nos Estados Unidos?

Não posso dizer abertamente ainda, mas naturalmente estamos interessados em artistas de fora. Temos um mercado de show imenso, temos público de sobra, e isso não tem sido aproveitado. Mais pra frente eu posso falar sobre o projeto internacional, mas já está certo que o escritório em Nova York abre no segundo semestre.


Adriano, o “Imperador”, investe em cantor sertanejo
Comentários Comente

André Piunti

O jogador Adriano, que ontem voltou a atuar pelo Corinthians, é o mais novo empresário da música sertaneja.

Durante sua festa de aniversário de 30 anos, que será realizada hoje no Rio de Janeiro, o jogador deverá comentar pela primeira vez com a imprensa sobre seu novo negócio, além de fazer fotos ao lado de sua aposta.

Adriano investirá em Diney Alves, cantor de 22 anos e compositor de algumas canções já conhecidas, como “A Carne é Fraca”, gravada por Jorge e Mateus ao lado de Janaynna, “Te amo feito louco”, do novo CD de Bruno e Marrone, e “Não vou dar moral”, canção recém-lançada de Edson e Hudson.

Após reuniões em seu apartamento em São Paulo, o imperador definiu que sua equipe passará a cuidar da carreira de Diney, apresentado a ele por um amigo.

Na próxima semana, o cantor já começa a produzir suas três primeiras músicas, ao lado do produtor Ivan Miyazato (Luan Santana, Fernando e Sorocaba…).

Uma delas será “Gandaia”, que pode ser conferida abaixo, mas que ganhará novo arranjo.


Após retorno, Edson e Hudson rompem com empresários
Comentários Comente

André Piunti

Edson e Hudson não fazem mais parte do escritório W3, comandado pelos empresários que cuidaram da carreira da dupla por mais de 10 anos.

O rompimento foi uma vontade dos cantores, que agora vão administrar a própria carreira.

A discussão do momento é que há uma cláusula penal de R$5 milhões a ser paga pela dupla. Quando se separaram, dois anos atrás, os cantores assinaram um contrato dizendo que, caso voltassem a cantar juntos, pagariam essa quantia aos empresários.

Como voltaram há dois meses e agora decidiram se desligar dos empresários, já foram notificados (na realidade, mesmo que não houvesse esse rompimento, os empresários não pretendiam perdoar a dívida).

Hoje pela manhã, foi divulgada uma nota informando que nenhum compromisso em nome da dupla poderá ser fechado pelos antigos parceiros.

A dupla encerra a nota com a seguinte frase: “Uma nova fase chegou! Esse é o início de um novo caminho”.

Ontem, o empresário Wagner Mendes, da W3, que deu recentemente uma entrevista aqui ao UOL, publicou um extenso comentário no Facebook falando sobre “ingratidão”, mas não citou o nome da dupla.


Algumas notas
Comentários Comente

André Piunti

-César Menotti e Fabiano

Na atual música sertaneja, marcada pela força de poucos empresários que possuem o controle de grande parte do mercado, um anúncio que será feito hoje pode mexer um pouco nesse cenário.

A partir dessa semana, a dupla César Menotti e Fabiano, que foi responsável pela própria carreira nos últimos dois anos, passa a ser empresariada por Pedro Mota, nome forte do Nordeste, dono da “Fonttes Eventos” e sócio da “For Music”. Mota, além de ter sido empresário da banda Calypso no auge, tem exclusividade na realização de shows de vários nomes sertanejos na região.

O novo CD de César Menotti e Fabiano fica pronto no final de setembro. A primeira música deve sair em 15 dias.

___

-Marlon e Maicon

-Enquanto Marlon participa da “Fazenda”, Maicon finaliza o DVD da dupla, gravado no início de julho. A primeira música desse trabalho, “Doida Varrida”, já está sendo divulgada e começará a trocar nas rádios em breve. A canção pode ser ouvida abaixo. Entrou hoje no ar o novo site da dupla, que marca uma nova fase da carreira. O site é mais um desenvolvido pela Agência Digital ICOMP, que tem crescido muito no mercado sertanejo.

___

-Marcos e Belutti

Na semana passada, Marcos e Belutti participaram do programa “Bem Estar”, da Globo. Durante o programa, um fonoaudiólogo passou exercício para os convidados do programa, e a cena acabou ficando um tanto engraçada. Ontem, o vídeo, que pode ser visto aqui, foi parar no “Top 5″ do CQC.

___

-Daniel

-Ontem, houve o lançamento nacional da nova música do Daniel, “Eu amo amar você”. Ela já havia sido adiantada aqui duas semanas atrás, mas para quem não ouviu, posto novamente abaixo.


Lobão critica sertanejo e Luan Santana; empresário de Luan responde
Comentários Comente

André Piunti

O cantor Lobão participou, na semana passada, do programa “Pânico”, na Rádio Jovem Pan.

Entre críticas a alguns jovens que fazem sucesso no Brasil (Restart, Fiuk), Lobão definiu Luan Santana como “uma coisa horrorosa” e “aquela bost*”. As críticas se estenderam ao “sertanejo universitário”.

Luan, como costuma fazer quando criticado, não disse nada, mas seu empresário, Anderson Ricardo, resolveu se manifestar.

___

___

Abaixo, o que Lobão disse no “Pânico”.


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>